domingo, 8 de outubro de 2017


O amor também decepciona

Como pode um sentimento tão lindo te levar a lugares e dores tão fortes, esse é o amor. Com o amor é possível ir do céu ao chão, tudo é muito especial e quando machuca tudo é muito dolorido.
Ninguém nasce sabendo a receita do amor, de como amar e principalmente como deixar de amar., e talvez por isso aconteça tantas burradas. Amar é confiar, cuidar, muitas vezes se doar, é saber ceder e tantas outras coisas que poderíamos citar. O amor precisa ser recíproco, ninguém consegue levar uma relação sozinha por muito tempo, ninguém tem força para amar por dois, louco quem tenta, mas é difícil encarar a decisão de desistir de um amor, é difícil aceitar que a pessoa que mais amamos pode ser aquela que venha nos decepcionar da pior forma. Porque como pode um sentimento tão majestoso como o amor mudar com o tempo, como pode o amor machucar. Quando se ama a primeira coisa que acontece é criar expectativas, muitas delas fantasiosas, românticas demais, e, seguida temos pressa para que tudo aconteça, que tudo seja perfeito, burrice a nossa, nunca é. Existem muitos tipos de amor, tem os que dão certo e feliz de quem encontra esse, tem aqueles que se transformam em rotina e que ninguém quer mexer, tem os que sobrevivem a trancos e barrancos e tem os que acabam como se eles nunca tivessem existido. Alguns causam dores tão profundas que muitos desistem de tentar de novo, ou ao menos precisam de um bom tempo para recuperar. É realmente uma pena que as pessoas ainda judiem de um sentimento tão poderoso, é triste saber que ainda existem pessoas que quebram toda essa magia.


Egoísmo, mal que está instalado na maioria de nós, reles seres humanos, mas talvez um dos piores defeitos também. Amor próprio difere e muito do egoísmo. Amor próprio nos da limite e egoísmo nos tira o limite. Toda e qualquer relação precisa de pessoas dispostas a ceder, a estender a mão, não existe só uma versão da história, ou só um lado. Ainda que seja meio incompreensível pode-se existir mais de uma verdade para mesma história...
CMR17

sexta-feira, 11 de agosto de 2017


De que adianta o amor?

Me fizeram essa pergunta há pouco tempo, na hora respondi que o amor serve para muitas coisas e não me estendi muito, porem essa é uma pergunta que merece uma reposta mais completa. O amor é poderoso, é desastroso, mas é essencial em qualquer relação, pois é, por amor e com amor que conseguimos suportar e superar muitas das provas que passamos na vida.
O amor nos ensina e nos permite perdoar, recomeçar, suportar, esperar, seguir em frente... é no amor e por amor que somos colo, mãos, toque, calor, intensidade, verdade, paz e caos...com amor machucamos e com amor também curamos, com amor afastamos, mas também aproximamos. O amor é isso, é esse tudo poderoso, é esse tudo genioso, é esse tudo assustador, mas triste de quem não teve a coragem de conhecer e se doar por amor, acredite esse é o risco mais maravilhoso. CMR17